terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Fordson County CDA-50 1964

Fordson Major County 

- Acredite quem quiser, mas as imagens da foto acima são da mesma máquina, e nos mostra que dedicação, tempo, e bom gosto podem trazer resultados que muitos consideram impossíveis.


- O trator da foto é um Fordson Super Major, equipado com esteiras modelo CDA 50, nº de série 11804, fabricada pela inglesa County, e pertencente ao sr. Roberto da cidade de Pederneiras-SP. Se trata de um modelo raro no Brasil onde se tem conhecimento de apenas 3 máquinas destas atualmente. A Fordson nunca chegou a fabricar esteiras, mas a County fez com que muitos tratores da marca virassem esteiras (crawlers), tratores 4x4 e diversas outras máquinas com finalidade industrial. 

- Esta County foi encontrada em Sertãozinho-SP, e algumas visitas foram necessárias até se conseguir negociar a máquina. Com ela na oficina, todo o processo de desmontagem foi iniciado. A primeira surpresa foi a quantidade de água dentro da caixa de câmbio e diferencial, que curiosamente acabou preservando as engrenagens. Vários rolamentos e retentores trocados, embreagens laterais revisadas, e a parte traseira da máquina estava pronta pra receber o motor.


 - Falando em motor, segundo o Roberto, o problema maior foi encontrar o motor certo, pois estas esteiras eram montadas em tratores Super Major, os últimos da linha fabricados entre 1960 e 64. Na região e até em grande parte do país se vê com certa facilidade os tratores Fordson Major e Fordson Power Major, porém o modelo Super Major fabricado após 1960, foi importado em menor quantidade, talvez devido ao início do plano de produção do trator nacional, e fechamento da importação de tratores em uma certa faixa de tamanho e potência.




- Após localizado, revisado e instalado um motor, a próxima etapa foi uma completa revisão nos pinos e buchas da esteira, última etapa antes de se andar com a County. Outro detalhe é que esta máquina possui a lâmina (dozer) tornando-a ainda mais "industrial" do que agrícola. Fato este que também resultou na escolha da cor amarela, mundialmente utilizada em tratores e máquinas e equipamentos industriais, de construção.




- Outra parte trabalhosa na restauração foi a confecção de peças da lâmina faltantes, como os braços estabilizadores, onde se conseguiu reproduzir através de fotos, e desenhando no computador para confeccionar as peças em seguida.

- Após toda mecânica pronta, foi hora de testar a esteira Major para então começar a fase final de funilaria e pintura. O resultado são as fotos abaixo, uma máquina rara, restaurada 100% nos padrões originais, e o mais importante, mecanicamente operacional, só faltando serviço pra trabalhar!








3 comentários:

Adolf Schartner disse...

Parabéns ao sr. Roberto pela dedicação, paciência e pelos recursos gastos nesta restauração.

João Silvio disse...

Trabalho maravilhoso e inspirador.

Anônimo disse...

Sr. Roberto

Lindo trabalho. Aprendi a dirigir na fazenda de meu pai em Fordson Major e Farmall. Recentemente consegui comprar um para iniciar o trabalho de restauração. A dificuldade é identificar o ano correto (entre 58-60 pela lataria e 61 pelo motor) pois houve muita adaptação, troca de motores no passado.
Os resultados do seu trabalho são animadores.
Cordialmente

Irineu