terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Restaurações: Fordson County CDA-50 1964

Fordson Major County 

- Acredite quem quiser, mas as imagens da foto acima são da mesma máquina, e nos mostra que dedicação, tempo, e bom gosto podem trazer resultados que muitos consideram impossíveis.


- O trator da foto é um Fordson Super Major, equipado com esteiras modelo CDA 50, nº de série 11804, fabricada pela inglesa County, e pertencente ao sr. Roberto da cidade de Pederneiras-SP. Se trata de um modelo raro no Brasil onde se tem conhecimento de apenas 3 máquinas destas atualmente. A Fordson nunca chegou a fabricar esteiras, mas a County fez com que muitos tratores da marca virassem esteiras (crawlers), tratores 4x4 e diversas outras máquinas com finalidade industrial. 

- Esta County foi encontrada em Sertãozinho-SP, e algumas visitas foram necessárias até se conseguir negociar a máquina. Com ela na oficina, todo o processo de desmontagem foi iniciado. A primeira surpresa foi a quantidade de água dentro da caixa de câmbio e diferencial, que curiosamente acabou preservando as engrenagens. Vários rolamentos e retentores trocados, embreagens laterais revisadas, e a parte traseira da máquina estava pronta pra receber o motor.


 - Falando em motor, segundo o Roberto, o problema maior foi encontrar o motor certo, pois estas esteiras eram montadas em tratores Super Major, os últimos da linha fabricados entre 1960 e 64. Na região e até em grande parte do país se vê com certa facilidade os tratores Fordson Major e Fordson Power Major, porém o modelo Super Major fabricado após 1960, foi importado em menor quantidade, talvez devido ao início do plano de produção do trator nacional, e fechamento da importação de tratores em uma certa faixa de tamanho e potência.




- Após localizado, revisado e instalado um motor, a próxima etapa foi uma completa revisão nos pinos e buchas da esteira, última etapa antes de se andar com a County. Outro detalhe é que esta máquina possui a lâmina (dozer) tornando-a ainda mais "industrial" do que agrícola. Fato este que também resultou na escolha da cor amarela, mundialmente utilizada em tratores e máquinas e equipamentos industriais, de construção.




- Outra parte trabalhosa na restauração foi a confecção de peças da lâmina faltantes, como os braços estabilizadores, onde se conseguiu reproduzir através de fotos, e desenhando no computador para confeccionar as peças em seguida.

- Após toda mecânica pronta, foi hora de testar a esteira Major para então começar a fase final de funilaria e pintura. O resultado são as fotos abaixo, uma máquina rara, restaurada 100% nos padrões originais, e o mais importante, mecanicamente operacional, só faltando serviço pra trabalhar!









4 comentários:

Adolf Schartner disse...

Parabéns ao sr. Roberto pela dedicação, paciência e pelos recursos gastos nesta restauração.

João Silvio disse...

Trabalho maravilhoso e inspirador.

Anônimo disse...

Sr. Roberto

Lindo trabalho. Aprendi a dirigir na fazenda de meu pai em Fordson Major e Farmall. Recentemente consegui comprar um para iniciar o trabalho de restauração. A dificuldade é identificar o ano correto (entre 58-60 pela lataria e 61 pelo motor) pois houve muita adaptação, troca de motores no passado.
Os resultados do seu trabalho são animadores.
Cordialmente

Irineu

Adriano disse...

Muito legal esta restauração. Fiz uma com meu pai num Fordson Dexta e arado. Agora vamos vendê-lo, para iniciar novo projeto.

Se alguém tiver interessado, anúncio aqui: https://veiculo.mercadolivre.com.br/MLB-1131224867-trator-ford-fordson-dexta-antigo-_JM